O melhor de ser mulher, by Greta Garbo

Pensando bem…

Perguntaram para mim qual era a melhor coisa de ser mulher. Parei por uns trocentos minutos e pensei em trezentas e quinquenta e cinco respostas clichê, tipo:

– fazer shopping day com as amigas;
– fazer “queen day” com as amigas;
– chorar sem motivo sem te acharem (tão) louca;
– poder chorar com qualquer filminho e não duvidarem da sua sexualidade;
– poder falar não para o sexo sem duvidarem da sua sexualidade;
– não se sentir mal por não saber trocar um pneu;
– saber que a tequila funciona mais para você;
– orgasmos múltiplos;
– ser mãe.

Mas, olha, vamos e venhamos? A maior parte de nós vai passar essa vida inteira sem fazer “shopping day” e “queen day” toda semana, muitas vão transar sem estar com aqueeela vontade, várias vão morrer de vergonha de chorar em público, as azaradas vão ser assaltadas quando aceitarem ajuda alheia para trocar o pneu, nem todas vão ou querem ser mães e, enfim, né? Um porcentagem ínfima de nós vai ter orgasmos múltiplos.

Então, digo uma coisa: a melhor coisa de ser mulher é poder estar de TPM, curtir sua melancolia em paz, saber que esta sigla maldita é a causa única do seu mau humor e, assim,  levantar uma bela placa de “me deixa” para os outros.

Sim, à la Greta Garbo: “Leave me alone. I want to be alone”.

Deixe seu comentário

Comentários

Comentários via Facebook

Comentários via blog

  1. Olha eu sei várias desvantagens UHAUHAUHAHAUH
    acho que queria ser uma bicha.. ou um alien, sei lá, não quero ter filhos, odeio crianças :(

    Bjus!

  2. TPM é um momento difícil para todos, tanto para nós mulheres quanto para quem nos cerca, diria até que é pior para os outros… Por mais que a gente fique alterada nesses dias também ficamos mais sensíveis e o mundo precisa dessa sensibilidade aflorada. Você tem toda a razão, todos os demais itens varia de mulher para mulher, mas a TPM seja em que intensidade for, está sempre ali, para todas as mulheres.