Sessão para o fim de semana: “A Pele Que Habito”

“A Pele Que Habito” é o novo filme de Pedro Almodóvar que já está em cartaz nos cinemas. A estreia foi tímida na semana passada, mas agora o filme já está nas principais salas da cidade e vale a pena pegar uma sessão no fim de semana.

Assisti na terça-feira e não quero dar detalhes nem escrever sobre porque o pouco que li, atrapalhou a surpresa da história. Mas apenas digo: é surpreendente. Ao contrário de alguns comentários por aí, para mim o filme é extremamente Almodóvar sim, a diferença é que agora os questionamentos típicos da obra do diretor acontecem em meio a um contexto quase que surreal, algo sim que é pouco usual para ele.

No longa baseado no livro “Tarântula” de Thierry Jonquet, Antônio Banderas interpreta Robert, um médico viúvo obcecado por criar uma pele perfeita para os humanos, um tecido que não seja picado por insetos nem sofra queimaduras. A cobaia do doutor é vivida muito bem por Elena Alaya, atriz espanhola que já trabalhou com o diretor em “Fale Com Ela”.

A fotografia, como de costume, tem “cores de Almodóvar”, é linda e vale a tela grande:

Deixe seu comentário

Comentários

Comentários via Facebook

Comentários via blog

  1. Uma pele perfeita? Geente, quero ver esse filme; fiquei curiosa se ele consegue ou não criar. Ando meio desatualizada, então nem sabia que estava em cartaz já no cinema! Já sei o que ver quando chegar lá. Só pelas fotos me deu vontade de ver também.
    Beeijo, Fernanda!

  2. Meu professor de espanhol que é a-pai-xo-na-do por todos os filmes de Almodovar esta falando desse novo filme a 3 séculos ! rs Vou ver esse filme, não só pela historia, não só por Almodovar, não só por Antonio Bandeiras, mas , principalmente pelo meu professor rsrsrs. beijinhoos