Hostel ruim, mala errada e dinheiro no fim: micos de viagem e como evitar

Quem é leitor antigo desse blog, vai se lembrar de um post láááá de 2012 em que eu revelei várias histórias de viagem bizarronas que já tinham me acontecido. Piriri? Assalto? Lost in translation? Ponto turístico fechado? Been there, done that.

thumb
Com Debbie e Felipe do Pequenos Monstros!

Anos e muitas viagens (e aprendizados) depois, tá na hora de falar mais desse assunto! Sei que essa é a época que muita gente começa a planejar suas viagens e chamei o casal viajante Debbie Corrano e Fê Pacheco do “Pequenos Monstros” para um papo sincerão sobre os micos que já pagamos viajando e também para compartilhar dicas de como evitar ter dor de cabeça à toa.

No cardápio do vídeo: por que tanta gente ainda não sabe fazer mala e não se dá ao trabalho nem de ver a previsão do tempo? Vale a pena pagar mais barato no hostel para não ter banheiro dentro do quarto? Trocar uma noite de hotel por viajar de trem é um bom negócio? Vale a pena usar cartão de crédito viajando? E o chip de internet, hein? Vale a pena gastar esse dinheiro?

 Todas essas respostas no vídeo abaixo! ;) 

Como sempre, os vídeos saem primeiro no canal do Youtube toda terça e quinta-feira. Se você não é inscrito ainda, vamos corrigir esse mico agora se inscrever lá! kkk ;)

Leia mais

Aplicando 100 camadas de maquiagem e “olha no que deu”

Ok, então a essa altura você já deve saber que de tempos em tempos uma modinha parece dominar o Youtube e aparentemente a trend da vez é aplicar 100 camadas de algum tipo de produto de beleza. Tudo começou em junho, no canal Simply Neological, com um vídeo mostrando a aplicação de 100 camadas de esmalte, todas diferentes e coloridas.

100coatspolish

Achou bizarro? Calma que vai piorar.

Como aparentemente não está nada fácil se sobressair no Youtube (nem aqui, nem lá fora, hein?), é claro que uma ideia boa (boa?) dessas ia se espalhar e pra gente ver “só no que deu”. Então vieram as 100 camadas de batom líquido e as (bizarras) 100 camadas de base. A base, juro é realmente impressioante. As pessoas parecem um bonecão de cera! Sério, não assista se tiver claustrofobia… hehe

100coatslipstick

100coatsfoundation

Agora, um ciclo é um ciclo e ninguém mais, ninguém menos que a rainha Jenna Marbles, com seus 16 milhões de inscritos, resolveu fazer o vídeo ‘definitivo’ para a tendência. Ela aplicou, numa tacada só, 100 camadas de base, de batom líquido, de esmalte e, PASMEM, de cílios postiços: 50 em cada pálpebra.

jenna

O resultado é simplesmente assustador. Ela também mostrou no final como foi retirar tudo e, olha, espero que pelas visualizações tudo isso valha a pena: a pele ficou em frangalhos!

    Ultimate_100_Coats_of_Things_Video

Se você é como eu, já tá arrependidíssima de não tirar seeempre direitinhooo a maquiagem antes de dormir… hehe

Pesquisa descobre quanto tempo a gente perde tirando selfies

Fazer selfies é um esporte, um ganha-pão para muita gente e, como deve pensar a Kim Kardashian, até mesmo uma forma de arte. A coletânea de fotos de Kim, inclusive, endossa as três teses. Agora você já parou para pensar em quanto tempo passa tentando encontrar a foto perfeita, mesmo quando não ganha nada com isso?

selfie

a resposta: 5 horas por semana (!)

Uma pesquisa da loja online Feel Unique investigou a história a fundo e chegou a conclusão de que a grande maioria das mulheres entre 16 e 25 anos passa cerca de 5 horas por semana se auto-fotografando. O clique perfeito surge, geralmente, depois de 7 fotos. Considerando que a própria Kim já disse que chega a tirar até 15 imagens antes de publicar, tá na hora de prestar mais atenção ao segredo do sucesso, não?

Bobagens à parte, o site diz que cada sessão fotográfica dura cerca de 16 minutos e que a maioria das garotas tira cerca de três auto-retratos por dia. O motivo para tanto registro varia bastante e vai desde guardar na memória um dia em que você estava bonita, receber uma injeção de ânimo com os comentários ou mandar aquele “baba baby” para um fulano que te dispensou – ou para um fulano que te interesse.

E aí, você passa tempo demais tirando fotos? Passa tempo demais vendo as fotos dos outros? Apesar de ser uma selfie lover, estou mais para o segundo grupo e senti calafrios só de pensar nessa quantidade de tempo da vida jogada fora, mesmo que só olhando a timeline alheia. Já pensou que até o final do mês você gastou quase um dia to-di-nho com sessão de selfie? Uó.

Os resultados completos da pesquisa estão no infográfico depois do pulo.

Leia mais

O pau de selfie chegou aonde (quase) ninguém queria

Kim Kardashian pode fazer uma Barsa de selfies que não vai chegar nem perto do absurdo que é o próximo degrau na escala dos selfies que esta sociedade acaba de dar. Um minuto de silêncio para o bom gosto.

kim1

Ok, agora  é a hora de conhecer o absurdo vibrador à prova d’água (até aí nada demais) com leds acoplados e uma câmera em HD na ponta. Isso mesmo. Um brinquedinho erótico apelidado de “Svakom Gaga Intimate Selfie Stick” é capaz de filmar e fotografar tudo o que está acontecendo ali na hora da diversão e ainda pode se conectar com o Facetime para uma DR, caso seja de seu agrado.

Uma pelúcia para a posteridade

Antes, animais eram empalhados com muito mal gosto para enfeitarem salas e ambientes. Agora, quem diria, a geração Millenial pode ter uma pelucinha muito mais simpática ao alcance de um clique.

O gato pensa que é um espelho, ctz

A ideia é do site Cuddle Clones, que por módicos US$150 (em média) transforma seu melhor amigo, companheiro, brother de quatro patas, numa pelúcia fofuxa. A diferença mais óbvia é que, enfim, você não precisa que o animal morra para ele virar um bichinho fake – basta enviar uma foto bacana para o site.

As cópias de cães e gatos são tão bem feitas que chega até a ser um pouco assustador. Motivos para realizar o “procedimento”: lembrar do seu pet sempre filhote, poder carregá-lo sem censura para onde quiser (inclusive banheiros públicos) ou, de fato, lembrar de como seu amigo era antes de ir para o céu.

Ainda não sei se acho fofo ou de mal gosto. Tire suas conclusões:

Leia mais

Smart garfo: inventaram um gadget para controlar como você come

Eu acho fantástico poder usar a tecnologia a favor da saúde. Não tô falando de avanços da medicina nem de nada absurdo, estou falando do cotidiano mesmo, de poder usar um aplicativo ou outro para checar minha alimentação, meus exercícios, se estou dormindo razoavelmente bem ou se bebo água o suficiente.

Usar alguns destes programinhas, com parcimônia, me faz bem e me dá aquela sensação gostosa de ~estou vivendo no futuro~. Afinal, há bem pouco tempo, nada disso estava disponível para nos ajudar no corre-corre cotidiano. Agora quem diria que a próxima ferramenta anti-correria viria justamente na forma de um garfo bluetooth?