Baile do MET: as lindas, as Giovanas e as que brigaram com o stylist

Este ano o tradicional baile do Met anunciou a chegada da exposição “China: Through the looking glass”, que celebra a moda chinesa com mais de 130 obras da alta-costura do país. A mostra será aberta ao público em Nova York no próximo dia 7.

Como sempre, é uma noite eletrizante, desde quem foi convidado e quem não foi, até quem resolveu ousar e brincar com o tema – ou não conseguiu. Enfim, vamos aos looks: uma seleção entre as minhas lindas favoritas, as moças que chamaram todas as atenções e as que vão precisar de uma D.R com o stylist para já.

as lindas do baile

As duas favoritas: uma sexy, outra moderna, ambas absolutamente irretocáveis.

rosie

Rosie Huntington-Whiteley apareceu assim, uma verdadeira visão, no tapete vermelho. Beleza totalmente harmoniosa com o longo Versace e tudo em seus devidos lugares. O decote ousado poderia ser um problema, mas o caimento está realmente perfeito para a modelo. Impecável.

annehathaway

Num tom completamente diferente, Anne Hathaway levou uma referência delicada e direta do dresscode com o capuz no longo Ralph Laren. O vestido de lamê foi feito especialmente para ela, sob medida.

Leia mais

50 Tons de Cinza: 125 minutos para tentar consertar um livro que nasceu errado

Espera, teasers, trailers, cenas vazadas, mas o que prevíamos aconteceu: “50 Tons de Cinza” não é um filme bom. Para as fãs do livro, também não chega a ser ruim, digamos. É tão sutil que não chega perto do estrondoso sucesso causado pelo livro. Livro este que, vamos lá, é bastante “esquecível”, não fossem as cenas de sexo que prendem o leitor na sacanagem e o motivam numa espécie de leitura dinâmica até o próximo encontro.

grey0

– Voltei, mores

Mas vamos ao filme. A trilha sonora é excelente, a direção de arte impecável, há o dinheiro que a inspiração “Crepúsculo” não teve em seu primeiro lançamento e dois atores que souberam segurar a bronca de um roteiro raso e cheio de textos sacais. “Eu não faço amor, eu fodo”: no livro, uma delícia, no cinema, recebido por risadas num cinema lotado de mulheres na meia idade.

o casting

casal

Falaram que a gente não tem química. Cê acha?

Jamie Dornan faz um esforço hercúleo para dar vida a este homem doentio e perturbado. Ele tem bons cacoetes, olhares muito interessantes, um andar leve com mãos pesadas, mas nada que faça o texto soar mais verossímil, meus caros. E ele é lindo. Mesmo. Tão lindo que infelizmente uma boa parte do público compraria seu trabalho só pela beleza e pelo tanquinho exibido constantemente na tela. Ah, e também pela bundinha, que dá o ar de sua graça por uns 3 segundos e causou gritinhos (altos).

Leia mais

5 coisas que o filme de “50 Tons de Cinza” pode fazer melhor que o livro

Quando ninguém mais se aguentava de esperar, “50 Tons de Cinza” começou a inundar a internet com trailers chamando para o filme. Foi o campeão de views em 2014 e ninguém duvida que o longa vá levar multidões para o cinema. E acredite se quiser: já falta menos de um mês para a estreia!

Para conter a ansiedade de ver essa história que a gente ama – mas que também ama odiar – listei 5 coisas que o filme pode fazer melhor que o livro. Como sempre acreditei que esse seria um caso de adaptação melhor que o original, estou confiante na produção. Jamie Dornan, tô contigo e não abro: dia 12 de fevereiro estarei com a pipoca em mãos pra te ver! #MrGreyWillSeeYouNow

50tons

1. sem essa de deusa interior

Os diálogos internos de Anastasia Steele são até engraçados no começo do livro. “Deusa interior? haha, da hora”, mas não demora muito para querer amordaçar e dar você uns tapas na deusa interior em posição de lótus dela. Ter que ouvir narrações em off do gênero, comentando sobre ansiedade, tesão ou medo, tornaria os 120 minutos insuportáveis. Torcendo muito para a diretora ser o mais voyeur possível para contar essa história. Nada contra a voz de Dakota Johnson, que fique claro.

2. quem se importa com números?

Enquanto muitos acusam Grey de machista e Anastasia de aproveitadora, eu só consigo acusar a autora de sem noção. Como publicar um fenômeno editorial cuja protagonista passa por todo período universitário sem nenhuma experiência sexual? Isso sim é motivo de indignação, até porque homens machistas e mulheres aproveitadoras existem aos montes e sempre existirão – assim como homens aproveitadores e mulheres machistas também.

Em suas particularidades, Anastasia não precisava ser adepta da vida sadomasô. Não precisava ser experiente. Não tinha que ser manjadora dos paranauês de submissa. O que a Anastasinha precisava é ser menos, ahn… Virgem! Duvido que o longa vá mudar a criação de E.L. James a esse ponto, mas já seria fantástico se eles simplesmente não tocassem no assunto. Mostrar a personagem apenas como inexperiente já tá de bom tamanho – até porque, cof cof, toda ex-virgem sabe que dificilmente vai adorar de paixão sua primeira vez. Só com Anastasia é diferente…? Não criem essa expectativa em milhares de jovens, faz favor.

Leia mais

Veja o segundo trailer de “50 Tons de Cinza”!

Não sei se você aí tá preparado para ler isso, mas atenção: em menos de três meses finalmente vamos ver na tela grande a passione de Anastasia Steele e Christian Grey! O filme estreia no Brasil dia 12 de fevereiro de 2015 e mais um trailer foi divulgado nesta sexta-feira!

No novo vídeo oficial, revemos algumas cenas já divulgadas no primeiro trailer e conseguimos observar novos detalhes, como o encontro da dupla na loja em que Anastasia (Dakota Johnson) trabalha, os machucados no corpitcho de Mr. Grey (Jamie Dornan), o contrato entre dominador e submissa e um frame de Rita Ora no papel de cunhadinha, sentada à mesa de jantar.

Trailer oficial do filme “50 Tons de Cinza”

O filme baseado na trilogia best-sellerCinquenta Tons de Cinza” estreia no dia 14 de fevereiro de 2015 (Valentine’s Day na gringa) e finalmente ganhou seu primeiro trailer oficial. Podemos ver Anastasia Steele (Dakota Johnson) e Christian Grey (Jamie Dornan) em algumas cenas emblemáticas do livro e ainda ganhamos alguns segundos para matar a curiosidade do que seria o *quarto vermelho da dor*. Como se não bastasse, tem a música-surpresa de Beyoncé: uma versão especial de “Crazy In Love” (!).

Tá bom, agora dá o play nisso porque JURO que está muito melhor do que a catástrofe que a gente imaginava! Quer dizer, esses minutinhos aí já são melhores que os livros todos. hehe

“50 Tons de Cinza”: primeiro pôster traz Jamie Dornan misterioso

o cartaz de “50 Tons de Cinza”: expectativa boa?

O filme de “50 Tons de Cinza” está com sua produção a todo vapor e acaba de liberar seu primeiro pôster super misterioso, em que não se vê o nome do filme, mas sim o empresário Christian Grey de costas, aguardando por sua Anastacia Steele. A previsão é de que a trilogia best-seller de EL James chegue às telonas no dia 14 de fevereiro de 2015, mais precisamente no Dia dos Namorados gringo.