A música pop engajadona da Katy Perry e outros hits com política

Vamos furar a bolha e pular a cerca? Ou melhor: vamos olhar para fora do nosso mundinho e não deixar que políticas externas absurdas aprofundem preconceitos e diferenças? É mais ou menos isso – e um pouco mais – que diz Katy Perry em sua nova música, “Chained to the Rhythm”, composta em parceria com a Sia.

giphy (1)

Katy apresentou a música no Grammy e conseguiu quebrar o recorde do Spotify de música mais ouvida nas primeiras 24 horas por uma artista mulher. Eita pop engajadão!

No vídeo de hoje, comento sobre os significados por trás dessa música e também relembro outros artistas que fizeram o mesmo recentemente ou em outras épocas. Inclusive, deixo um salvo de saudades para o grande axé político do grupo “As Meninas” e seu “bom, chibon, bom, bom” que explicava sobre desigualdade social de um jeito bem pop também.

Aproveita e se inscreve no canal para receber os vídeos primeiro!

Para ver outros vídeos já publicados, clique aqui.

 

Katy Perry: a artista mais bem paga e 5 lições de negócios para aprender com ela

Capa da “Forbes” de julho, Katy Perry acaba de abocanhar o título de artista mais bem paga do mundo, com ganhos estimados em US$135 milhões de dólares no último ano. O resultado vem quase um ano e meio depois do lançamento de seu último álbum, “Prism”, e de uma turnê mundial arrebatadora. E, claro: uma apresentação viralizante no intervalo do Super Bowl.

katyforbes

Katy Perry e seu negócio de gente grande

Na lista geral das 100 celebridades mais endinheiradas da “Forbes”, a cantora ficou em terceiro lugar e foi também a única mulher a aparecer no top 5. A próxima é ninguém menos que Taylor Swift, com seus US$80 milhões em oitavo lugar.

Com suporte de gravadora, de fãs ativos em redes sociais e de uma equipe que deve dar inveja a muito CEO de executivo, muita gente deve pensar que Katy não acompanha os negócios tão de perto, ou que foca só no lado “artístico” da coisa, procurando sempre a inspiração para seu próximo hit. Não é bem por aí: “Eu sou orgulhosa de ser dona do meu próprio negócio. Eu sou empreendedora e quero abraçar isso”, disse a cantora sobre o assunto.

Agora, quem não se lembra da avalanche de comentários sobre o fato de Katy Perry ser injustiçada no Grammy todo ano…? Bem, parece que o jogo virou, não é mesmo? Hitmaker, viral e, sim, muito rica, Katy tem certamente muita coisa para ensinar sobre como gerir seu próprio negócio e que passos seguir para ter uma vida profissional de gente grande.

5 lições de negócios de Katy Perry:

katy

1. escolha um bom nome

Katheryn Elizabeth Hudson pode ser um ótimo nome para uma empresária, para uma princesa ou para qualquer anônima, mas certamente não é nada sonoro para vender a cabeça e a voz por traz de “I Kissed a Girl”. Para sua “empresa” enquanto artista, o nome escolhido foi Katy Perry, unindo seu apelido ao sobrenome de solteira da mãe. Um nome curto, sonoro e instigante pode fazer maravilhas para ajudar as pessoas se lembrarem quem você é e o que pode fazer por elas. Um bom nome é personalidade instantânea.

2. você vai errar antes de acertar

Se tem algo que Katy sempre soube é que desistir não era uma opção. No filme “Katy Perry: Part of Me”, a jornada difícil da cantora fica bem clara. Empresários que não davam chances, gravadoras que a colocavam na geladeira e dificuldades financeiras longe da família foram algumas das barreiras que a cantora enfrentou no anonimato. Ainda assim, ela ainda encontrou forças para compor músicas para outros artistas e assim se sustentar até que a hora dela chegasse.

Quanto aos erros, não foram poucos: rolou  mudança de nome (ela chegou a lançar um álbum como Katy Hudson), de estilo musical (ela foi considerada uma “nova Alanis” no início) e até mesmo de visual.

Leia mais

Baile do MET: as lindas, as Giovanas e as que brigaram com o stylist

Este ano o tradicional baile do Met anunciou a chegada da exposição “China: Through the looking glass”, que celebra a moda chinesa com mais de 130 obras da alta-costura do país. A mostra será aberta ao público em Nova York no próximo dia 7.

Como sempre, é uma noite eletrizante, desde quem foi convidado e quem não foi, até quem resolveu ousar e brincar com o tema – ou não conseguiu. Enfim, vamos aos looks: uma seleção entre as minhas lindas favoritas, as moças que chamaram todas as atenções e as que vão precisar de uma D.R com o stylist para já.

as lindas do baile

As duas favoritas: uma sexy, outra moderna, ambas absolutamente irretocáveis.

rosie

Rosie Huntington-Whiteley apareceu assim, uma verdadeira visão, no tapete vermelho. Beleza totalmente harmoniosa com o longo Versace e tudo em seus devidos lugares. O decote ousado poderia ser um problema, mas o caimento está realmente perfeito para a modelo. Impecável.

annehathaway

Num tom completamente diferente, Anne Hathaway levou uma referência delicada e direta do dresscode com o capuz no longo Ralph Laren. O vestido de lamê foi feito especialmente para ela, sob medida.

Leia mais

Katy Perry lança coleção de acessórios na Claire’s

Katy Perry: cabelo verde e coleção de acessórios

Katy Perry está expandindo seus domínios não-musicais para além dos perfumes: a cantora anunciou esta semana uma grande parceria com a rede de lojas Claire’s. Especializada em acessórios femininos, a empresa está presente em vários países (Reino Unido, França, Estados Unidos e por aí vai) e vai lançar uma super coleção em parceria com a cantora ainda nesta temporada.

O VMA 2013 em gifs lindos

Justin Timberlake: ownando

Eu passei a amar mais a internet quando GIFs maravilhosos começaram a ser feitos quase que ao mesmo tempo que assistimos grandes eventos ao vivo. Lembra da Jennifer Lawrence caindo no Oscar? 5 minutos depois já tinha um GIF eternizando o momento.