Minha coleção de Funkos: as histórias, onde comprar, vale a pena importar?

Se você já assistiu algum vídeo meu, certamente já viu minha prateleira recheada de toys logo atrás de mim! Pois é: o vídeo de hoje é justamente para contar a história dos brinquedos e também dar dicas de onde comprar, se vale a pena importar direto aqui do Brasil pelo Ebay e outros detalhes assim! Ficou ainda alguma dúvida? Deixa nos comentários que eu ajudo!

Aproveita e se inscreve no canal para receber os vídeos primeiro!

Uma retrospectiva pessoal: 16 coisas que aprendi em 2016!

Revendo meus próprios posts, percebi que 2015 não foi um ano bom, mas certamente 2016 conseguiu superar qualquer expectativa de “vai dar merda” que eu poderia ter tido. Enfim, o ano está acabando e pelo menos pode-se dizer que aprendemos alguma coisa em meio a todo o caos proporcionado pelo fluxo energético do universo. Sim, foi em meio à crise que eu fiz mapa astral pela primeira vez. Sim, foi ótimo para mim – e talvez uma das coisas mais interessantes do ano, pois a partir disso pude entender todos os memes astrológicos que a internet nos deu. rs

Sem mais delongas, vamos ao vídeo #sincerão:

 

Uma vida normal não tem (muita) graça

Há uns dias atrás eu estava com vontade de chorar de tanto cansaço. O sentimento virou vídeo e resolvi tirar uma semana para fazer somente o mínimo necessário para minha convivência em sociedade – o que incluía respirar, me alimentar, trabalhar e fazer meus exercícios físicos. Esses aí que poderiam ser além do mínimo para a maioria das pessoas, mas que garantem minha sanidade, física e mental. E assim foi: cinco dias sem me preocupar com produzir roteiro, editar vídeo ou vir aqui postar alguma coisa. Aliás, só de escrever essa última frase já tenho vontade de vomitar uns 394893 posts que tenho na cabeça mas simplesmente não tenho tempo de desovar. O vídeo e o Youtube, meus amigos, são sugantes demais. Especialmente se você também trabalha, estuda… Enfim, especialmente se você tem uma vida normal em paralelo acontecendo e boletos chegando.

Dei essa pausa por pura necessidade de organização, mas me peguei no meio da semana tendo um bilhão de ideias e anotando – o que foi ótimo! -, mas ao mesmo tempo percebendo o quanto viver assim, sem produzir nada além do esperado de mim enquanto adulta & cidadã de uma cidade grande, é chato. Não me leve a mal agora: muitos bilhões de pessoas vivem assim e são felizes, completas, plenas, com sua rotina, sua família, suas coisas todas… Eu, não. Eu preciso de 500 milhões de coisas acontecendo ao mesmo tempo para não morrer de tédio. Mesmo que eu reclame disso na sequência.

Aniversário, essa data tão estranha

Nascer no dia 12/10 é uma experiência no mínimo curiosa e talvez tenha me dado vários motivos para não curtir (tanto) assim o momento de ficar mais velha e assoprar velinhas. Já fui daquelas super fãs, de fazer festa e distribuir convites, mas ah… A “adultescência” conseguiu ir mandando aos poucos várias dessas coisas embora. No último vídeo que publiquei no canal, falei justamente sobre isso. E não me venha com aquele papo de: “ah, mas pelo menos é feriado” – acredite se quiser: nos últimos anos, se eu não trabalhei na data, é porque estava de férias. rs

Dá o play e se inscreve no canal para receber os vídeos primeiro! ;)

O retorno de Saturno e o sucesso depois dos 30

Na sua cabeça, até os 30 você teria sua própria casa, seus investimentos, tomaria um vinho e discutiria assuntos adultíssimos com suas amigas super bem-sucedidas. Mas o jogo das expectativas virou, não é mesmo? O que temos é que os 30 estão quaaaase aí, não dá pra bancar um aluguel sozinha e você até toma vários vinhos com as amigas, mas não é raro o tema das conversas ser pura e simplesmente a insatisfação profissional. Afinal, quem (todas) achamos que a partir dos 25 esse avião ia decolar e não parar mais? É…

giphy-3

Já falo disso há tanto tempo por aqui que me sinto um disco riscado, mas pelo menos o desabafo não é só meu: livros, filmes e séries inteiras importadas também falam e não é só a crise brasileira que está fazendo com que você, aos cinco anos de formado, seja “senior” demais para qualquer cargo. Aparentemente há um probleminha geral e, olha, se fosse “só” o mercado seria mais fácil. A gente nem sabe mais bater o martelo no que realmente ama. O que faz seu olho brilhar hoje?

[VÍDEO] Peso, cerveja e TPM: respondendo a TAG 50 perguntas em 5 minutos

Depois de alguns meses sem responder uma boa e velha tag, me aventurei nesta que se chama “50 perguntas em 5 minutos”. Tentei ser rápida, mas é praticamente impossível ler a pergunta, pensar numa boa resposta E AINDA responder esse tanto de coisa em tão pouco tempo.

giphy-2

Juro que tentei! kkk