Sarahah: testei o app do momento e conto o que é e como ele funciona na prática

Desde a semana passada, uma palavra gringa vem dominando nossas timelines: SARAHAH. Mas afinal, o que é esse aplicativo árabe e por que ele foi criado? Devo ligar para comentários que recebo anonimamente? Feedback anônimo é válido enquanto crítica construtiva? Respondo essas perguntas no vídeo logo abaixo, falo da minha experiência e conto um pouco mais sobre o tal do Sarahah que está bombando não só no Brasil, mas no mundo todo!

Quanto tempo dura esse sucesso? Bem, até que a próxima plataforma de perguntas anônimas apareça por aí, né? Já colecionamos Formspring, Ask, Curious Cat e agora mais essa.  Inscreva-se no canal  para receber os vídeos primeiro!

Vlog: assisti a volta de “Game of Thrones” no cinema

A série mais aguardada do ano acaba de reestrear e tive o prazer de assistir tudo numa tela grande! Isso mesmo: fui convidada para assistir ao primeiro episódio da sétima temporada de “Game of Thrones” no cinema! No vídeo de hoje, mostro um pouquinho de como foi essa experiência, as expectativas para o episódio e também faço alguns ~breeeeves~ comentários – sem spoilers, tá? Aproveita para comentar: quem vai morrer primeiro? hehe

 Inscreva-se no canal  para receber os vídeos primeiro!

Lollapalooza 2018: apostas para o lineup e 3 dias de festival

Depois de chegar ao Brasil em 2012, o Lollapalooza cresceu e apareceu: gente do Brasil inteiro e até da América Latina viaja para São Paulo para curtir os shows. Tanto sucesso culminou com recorde de público na edição de 2017, com quase 200 mil pessoas comparecendo aos dois dias de evento. Segundo o site Popload, ano que vem a festa ganha um dia a mais, assim como aconteceu na edição de 2013. Fora isso, também há especulações de que bandas como The Killers e Gorillaz já estão negociando suas participações.

Aproveitando esse momento, já começo aqui a fazer minhas apostas e desejos para esse festival tão querido! No vídeo de hoje, comento estas notícias e já declaro 10 artistas que tem tudo a ver com o evento e que poderiam estar por aqui em 2018! Será que vou acertar algum? kkk Dá o play: 

Inscreva-se no canal  para receber os vídeos primeiro!

Glow: a nova série empoderada da Netflix tem tudo para virar hit

Mulheres no controle de seus corpos, carreiras e do rumo de suas próprias vidas: são assim as personagens de “Glow”, a nova série original da Netflix que tem tudo para ser mais um sucesso da plataforma de streaming! O seriado das mesmas produtoras de “Orange is The New Black” mergulha no universo da luta livre feminina pegando carona no programa de TV “Gorgeous Ladies of Wrestling”, que existiu de verdade e foi ao ar nos Estados Unidos nos anos 80!

Além de muita música e moda 80’s, a série traz nada mais nada menos que 14 mulheres lutadoras na tela e, entre elas, rostinhos famosos como o de Alison Brie (“Mad Men”) e Kate Nash (sim, a cantora britânica!). Dá o play no vídeo da crítica para entender porque já tem tanta gente torcendo por uma segunda temporada! <3

Aproveita e se inscreve no canal  para receber os vídeos primeiro!

O mundinho “Black Mirror” do filme “O Círculo” e as séries canceladas pelo Netflix

Fazendo um compiladão dos vídeos da semana, hoje trago a crítica do filme “O Círculo” e também um papo sobre porque a Netflix está cancelando diversas séries de uma vez. No filme, acompanhamos a jornada de uma jovem profissional tentando crescer na carreira dentro de uma empresa gigante do ramo da tecnologia e comunicação e as implicações que o fim da privacidade pode trazer para quem topa esse acordo de compartilhar tudo (ou quase).

A ideia é boa, de fato, mas o que se vê no filme com Emma Watson e Tom Hanks é uma mistura nauseante de “Black Mirror” com “Malhação”: um roteiro leve e tão ingênuo quanto ir correr ali e tomar um suco no Gigabyte. Por outro lado, o filme acerta na mosca ao criticar o ambiente de trabalho desse tipo de empresa e suas ocasiões sociais infinitas, que sugam o que ainda há de vida lá fora de profissionais sobrecarregados.

Veja a crítica para entender:

Então, como seria a festa do “deu tudo certo”?

Depois do episódio polêmico da festa “se nada der certo”, fiquei com uma pergunta na cabeça: mas e se der tudo certo? Com que roupa essas pessoas iriam para uma festa com esse tema? E por que nossa geração tem a mania de achar que um diploma é sinônimo de sucesso na vida, mesmo se tornando um ser humano muitas vezes ruim ou “pobre” de inteligência emocional? Pois bem, vamos discutir tudo isso no vídeo de hoje, afinal, dar certo é tão relativo quanto dar errado…

Aproveita e se inscreve no canal  para receber os vídeos primeiro!