O melhor do Halloween em Nova York: os cachorros!

Se tem um rolê imperdível para se fazer em Nova York próximo do Halloween, certamente é dar uma passadinha na ‘Tompkins Square Dog Parade. Todo ano, cães espirituosos e donos criativos (ou ao contrário, acredite) se reúnem devidamente fantasiados para um grande encontro nessa praça no Lower East Side.

Além de explodir sua cabeça e redefinir todos os seus conceitos sobre o que é uma fantasia pet, o evento é gratuito e super divertido. Já estive lá e simplesmente foi uma das coisas mais bacanas que já fiz em viagem: simples, fofo e rende altas fotos lindas! As fantasias deste ano estavam ótimas e rolou até momento ‘back to the future’!

halloweendogs1

Dismaland: a Disney de Banksy

Uma grande área abandonada no litoral do Reino Unido tomou forma para abrigar um dos maiores projetos de Banksy que se tem notícia até o momento: nada mais, nada menos que uma ‘Disney às avessas’.

Com ingresso custando apenas três libras, a instalação em forma de parque abriga obras de diversos artistas e é uma crítica a boa parte do que a gente entende por diversão, desde as placas da entrada até o staff propositalmente mal humorado. Quem precisa de magia, não é?

dismaland

A Dismaland inaugurou no dia 22 de agosto em Weston-super-Mare e segue somente até o dia 27 de setembro. Na programação, já estão prometidos shows do Massive Atack e das russas do Pussy Riot. Segundo relatos, ironicamente o hype está tão grande que já há uma bela dificuldade para comprar ingressos.

Mesmo daqui de longe, vale ver com atenção as imagens publicadas do lugar. Tudo construído totalmente em segredo, assim como a identidade de Banksy. Por quanto tempo? Mais uma vez, tão pop quanto crítico. E bem a tempo da ressaca do verão.

dismaland1    dismaland2  dismaland3  dismaland4

Leia mais

Kobe burger e gatêau de doce de leite: delícias da nova Hamburgueria Nacional

Para ver tudo o que já contei nesta tag, clique aqui.

Muito antes das hamburguerias começarem a pipocar loucamente por São Paulo, uma ‘lanchonete chique’ chamava a atenção no Itaim: tinha um milk shake de Nutella que valia a ida e hambúrguer absolutamente saboroso – isso numa época em que sanduba era feito com carne fininha e sem grandes firulas. Essa era a Hamburgueria Nacional há 10 anos atrás, restaurante do chef Jun Sakamoto que só agora inaugura sua segunda unidade, em Moema.

Com um salão claro, abertão e uma cozinha bem à vista para encher os olhos de qualquer amante de um bom hambúrguer, a casa está com cardápio renovado e opções bem alinhadas com o que o paulistano, agora acostumado com bons burgers, procura por aí. Como a concorrência hoje em dia é grande, te dou um bom motivo para ir até lá: a casa serve Kobe burger, feito com uma das carnes mais caras e saborosas do mundo, a dos bois Wagyu, de origem japonesa.

Emojis invadem Nova York

Se a geração da internet paleozóica pode se orgulhar por ter sido a primeira a usar gifs, a geração já mobile tem um grande trunfo nas mãos: os emojis. Não conseguimos mais conversar com os amigos sem usar os símbolos, que não são só fofos e bem-humorados, mas muitas vezes nos poupam de muitas palavras (aquela cara de tédio é maravilhosa). E não, não vale só mandar um coração quando você não tem nada a dizer, porque é chato.

O diretor de arte do Brooklyn Brad Warsh resolveu fazer um projeto com o quanto esses desenhinhos já estão nas nossas vidas e transformou várias fotos do cotidiano de Nova York! O resultado é demais e ganhou até hashtag no insta: #emoji_irl. Dá pra fazer em São Paulo, hein? ;)

emojinyc

 

dancinha no fim de tarde! Happy hour alguém?

emojinyc1

O teleférico de Rooseveld Island de outro jeito

emojinyc2

ovos no brunch de domingo

emojinyc3

camelando no metrô. quem nunca?

Leia mais

5 restaurantes românticos favoritos em São Paulo

jantar_romantico

Onde o casal vai jantar hoje? 

Pode ser para o Dia dos Namorados que está chegando, ou para qualquer outra data especial: às vezes um casal simplesmente precisa de uma noite incrível para celebrar e um bom restaurante tem um papel essencial nesse tipo de ocasião. A cidade de São Paulo está cheia de boas opções, mas eis aqui os meus favoritos para quando uma luz de velas e um bom vinho certamente precisam estar na mesa. <3

Aviso aos navegantes: os preços pesquisados servem como guia e podem variar. De forma geral, indicam a média por pessoa por jantar, mas vale dar uma olhada nos sites e redes sociais de cada casa para informações atualizadas, afinal, tudo depende do seu pedido. Bom apetite!

5 restaurantes para levar seu amor em São Paulo:

donostia

Donostia

Dividir pequenos pratos com alguém já é romântico e divertido por concepção, logo, nada melhor que um bom restaurante espanhol. Casais novatos, acredito eu, vão curtir 100% a experiência. Os não-novatos e fãs de cozinha espanhola também, é claro. rs O Donostia cresceu e mudou de endereço, mas as tapas que o tornaram famoso continuam lá. O clima é intimista, de luz baixa e quente. Refresque-se com a sangria da casa, que é fan-tás-ti-ca.

Preço: a partir de R$70

forquilha

Forquilha

Um favorito que, de tão especial, faz qualquer jantar se tornar algo só pelo ambiente. Gosto de locais que me transportam para outro espaço-tempo e o Forquilha certamente é um deles, especialmente no inverno. O restaurante tem uma série de pratos preparados no forno à lenha, mas meu favorito inseparável é o gnocchi com gorgonzola e presunto cru. Cito categoricamente o prato porque irei até lá indefinidamente só para comer isso.

De resto, não abra mão da tigelada de goiaba na sobremesa e divirta-se com o sistema de vinhos do local, que permite provar uma série de taças diferentes sem se comprometer com uma garrafa completa. Resenha completa aqui.

Preço: a partir de R$70.

Leia mais

Esse é o melhor vídeo de avião que você pode ver sem viajar

Já fiz viagens com algumas companhias aéreas diferentes para o exterior e é difícil alguma conseguir marcar de verdade. Geralmente, a gente só lembra das empresas por motivos negativos – mal atendimento, vôo atrasado ou cancelado, bagagem perdida e afins. E aí, obviamente, a gente jura nunca mais voar com ela e fim de papo.

Difícil mesmo é uma companhia te marcar por um motivo bom. Creio que depois da comidinha e do “open bar de sorvete” da Airfrance (que me salvou de um vôo péssimo, aliás), a única outra companhia que me marcou pra valer foi a Delta. E pelo motivo mais inesperado do mundo: o vídeo de segurança da empresa. Esse aqui:

https://www.youtube.com/watch?v=FZm4gqagnVs